sábado, 27 de agosto de 2016

Crônicas de casais: Oh, santa rotina!



Foto Reprodução Tumblr 


Você me conta como foi seu dia... 
Eu  sorrio  enquanto  você me explica  coisas  que  eu  não  entendo,  e  você  sabe  disso!  Você  ainda fala  com  aquele  brilho  nos  olhos, a   mesma   empolgação   de   criança    e   confesso   que   eu   amo   isso. Está  chovendo  lá  fora,  amor .  Você pode  sentir  o  cheiro  de  chuva?  O Som da água batendo na janela? 

Alguém   conversa   na   rua   e   fala alto,  posso  ouvir  aqui  do  quarto. O  quarto  está  escuro  e  a  luz  da  tv é fraca, o som está baixinho e eu estou  com  frio  mas  você  é  quente,   que   sorte   a   minha   você   não sentir  frio.

Nós  estamos  bem.  Posso  sentir seus  olhos  em  mim,  sua  respiração   e   seu   coração   batendo,   minha   cabeça   está   no   seu   peito   e vamos  ficando  em  silêncio  sem mais  gracinhas  sem  mais  risadas e  sem  mais  bobeiras.  É  uma  tensão tão deliciosamente estranha, penso se você também sente isso. Quantos  anos  se  passaram desde que ficamos juntos a primeira vez?  Você ainda  me  causa  arrepios  e  borboletas  no  estômago.

Agora,  você está me beijando, então acho conveniente  que  façamos  silêncio.

Já  é  tarde,  algumas  horas  se  foram, não sei e não faz diferença. Sinto  o  sono  chegar  abusivamente  enquanto  você  mexe  no  meu cabelo e canta baixinho no meu ouvido.   Será   que   caímos   na   rotina   como   tantos   casais   dizem?
Bom,   se   isso   for   cair   na   rotina, eu  espero  poder  cair  nos  braços dela  todos  os  dias  para  sempre  e  sempre,  porque  não  existe sensação  mais  perfeita  do  que essa  que  é  estar  com  você.  Eu vejo  sonhos  se  concretizando, vejo  beijos  de  bom  dia,  carinhos no  sofá.  Assumo-te  sem  nenhum segredo  que  quero  envelhecer  do seu  lado,  velhinha  e  apaixonada. 

Se  os  Beatles  cantavam  assim: “Você  ainda  precisará  de  mim quando  eu  tiver  64  anos?  Você ainda  vai  me  alimentar?”, então eu te faço as mesmas perguntas.

Quero-te  dizer  que  quero  ter  uma rotina  com  você.  E  ao menos uma vez na vida é preciso que  alguém  nos  olhe  nos  olhos  e diga:  Eu  nunca  te  deixarei.  Talvez  você  fique  grisalho  e  eu  fique  também,  talvez  com  rugas  no rosto,  talvez  o  passar  dos  anos seja  cruel  e  os  tempos  não  sejam fáceis,  mas  eu  nunca  te  deixarei.


~ Essa história eu escrevi há algum tempo atrás para uma das pessoas mais incríveis do mundo. E todas essas palavras continuam fortes e verdadeiras como no dia em que escrevi.~

Com amor, T

Nenhum comentário:

Postar um comentário