sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Coragem, por The Chavesolt






"Estamos convencidos de que os grandes escritores colocaram a sua própria história nas suas obras. Pinta-se bem apenas o próprio coração, atribuindo-o a um outro." -François Chateaubriand

Depois de umas conversas e incentivos da linda PertersGah, respirei fundo e tomei coragem de trazer aqui um pedaço de meus devaneios literários. Espero que não pareça fora de contexto ou que se perca de alguma forma.

*Comentários são bem vindos!! *-*
Chovia, chovia muito quando nos conhecemos, algumas pessoas podem achar que seria um clima desagradável, eu por outro lado acho tão romântico. Quem me fez ver e pensar sobre coisas mínimas e tão indispensáveis de forma tão bela, foi ele. Ele que mudou minha vida, Lufe. Mas vamos pelo começo, sou filha de nossa excelentíssima alteza, entretanto nunca tive a cabeça muito boa, eu acho, e sempre tive uma fixação por ignorar regras e aos meus dezenove anos comecei a explorar as aldeias de Linn e a que mudou minha vida foi a aldeia dos Magos. O começo foi vergonhoso sim, quem me levou até lá foi um dos magos que desprezam seus princípios e optam pela magia negra, ainda assim, se eu soubesse antes o que sei agora erraria tudo exatamente igual.
   Então, como disse chovia, eu acabará de chegar a aldeia já conhecida, sozinha, quando senti um aperto firme em meu braço.

- Vossa Alteza, por favor me acompanhe, saia desta chuva.

Mesmo debaixo de toda a chuva seu sorriso conseguiu me cativar, o tipo de sorriso que aquece o coração de qualquer criatura.
Sua voz era ... como explicar que uma pessoa pode mexer com alguém desta forma. Seus olhos eram tão misteriosos, de um verde que eu tenho certeza, eram feitos da turmalina mais linda de toda Linn, as mesmas que esverdeavam de forma tão magnífica as águas de Samhir.

- Senhorita, se assim posso chama-lá, está se sentindo bem ?

- Oh, me perdoe! Aceito sua ajuda sim, por favor...

Em outra ocasião eu teria agradecido a chuva devido ao fato de meu rosto queimar com o vermelho mais vivo, porém a reação que me seguiu foi constrangedora e aliás seus olhos além de verdes eram de um mago. 
Caminhamos até uma espécie de hospedaria, escura, um ambiente completamente masculino. Além de nós havia a senhora do outro lado do balcão, que escutava gracinhas de um homem sentado deste lado, que aparentava ter bebido mais do que o recomendado e mais duas mesas ocupadas ao fundo do salão. Fora isso ainda se podia sentir o cheiro de terra molhada que emanava do lado de fora...

- Você não me parece bem, sabia? Quer alguma coisa? Sentir-me-ia extremamente honrado em servi-lá.

- Não, obrigada! Na verdade eu gostaria de saber por que a aldeia está tão vazia... Eu procurava por alguém, mas...

- Ah, sim! Seu novo amigo, eu suponho. Desculpe-me a sinceridade my Lady mas garanto que ninguém de todos os Dante concordaria com isso e ainda se me permite continuar sabes o que eles fazem não ?

Como podia esta criatura ser tão atrevida diante de alguém como eu! Ele deitou um braço sobre a mesa e o outro apoiou o rosto com a mão. Este mesmo rosto que não desvia a atenção do meu, este com os cabelos negros, ainda molhados que lhe caiam perfeitamente em volta do rosto. Oh, pelos céus deste reino! Eu mal conheço o rapaz.

- Bem, creio que...

- Creio eu que estou sendo muito impertinente. Também não respondi sua pergunta, nessa fase da lua eles peregrinam pelos campos ao Norte, mas acredito que a senhorita deva saber.

Perdemos a noção do tempo, completamente. Conversando por horas a fio.
E nossa! Como ele falava.

-Obrigada, mas tenho que partir já que o tempo melhorou.

- Quando esteve ruim, minha senhora?

Levantei-me desnorteada com tudo que acabará de ver e ouvir. Ele me acompanhou, passei pela soleira da porta, mas ele se deteve por ficar ali mesmo ou pelo menos eu achei.

Quando voltei a sentir sua mão em meu braço, me virei e seu rosto estava a centímetros do meu, atrás o céu exibia todo seu esplendor e parecia querer agradar-lhe. Eu podia sentir sua energia de forma nítida, tão pura quanto a Cornalina em seu pescoço. Realmente não sabia o que esperar.

- Lufe.

- Sim?

- Meu nome querida.

   Ele me soltou, e me presenteou com o mesmo sorriso encantador. Segui meu caminho, depois de uns quinze passos me virei para uma rápida olhada e eles estavam lá, ele e seu sorriso. Eu sabia e ele também que o destino não age de forma aleatória, não foram simplesmente nossos olhos que se cruzaram naquela tarde, muito mais estava envolvido e não teria como saber a magnitude de tudo isso.



Nunca mais voltei a aquele lugar...
Pelo menos, não pelos motivos errados.
Eu o tinha conhecido, felizmente.
Ou não...







terça-feira, 19 de agosto de 2014

Cosplayers, porque tão incríveis?



Bom, estava pesquisando coisas aleatórias na internet e pensei... Cosplay! Porque não? Fico intrigada com tamanha criatividade e me pergunto se é um dom que alguns reles mortais não possuem... E como o comic con de São Paulo de aproxima resolvi compartilhar alguns Cosplayers de verdade que vão nos deixar babando!! u.u




Super top u.u

Fala sério =O brincou de ser sinistro u.u

*-*
 Ao no exorcist




*Nota para o Comic con em São Paulo, nos dias 15 e 16 de novembro. Com o ingresso bem caro por sinal, R$115 por dia. o.O
*Mas pra você que mora no Rio e não tem 115 reais, tem o anime family em dezembro, ou o Rio anime club no clube Hebraica em outubro.
;)





Shingeki no Kyojin - Attack on Titan


   Lembra quando você era criança e destruía um formigueiro de todas as formas possíveis? Primeiro, isso é muito cruel e segundo, eu só brincava colocando folhas no caminho delas igual a Vida de Inseto. Mas enfim, porque a história das formigas? Bom, quis fazer uma comparação com Shingeki no Kyojin, que é mais ou menos essa ideia.
   O mundo é repleto de gigantescos titãs que, olha só, comem humanos para passar o tempo, para se proteger desses titãs as humanidade se cercou de enormes muralhas, impedindo a passagem desses gigantes burros. Além dos muros há as tropas, que cuidam da segurança dentro da muralha e matam titãs. Porém, como tem que acontecer alguma coisa ruim pra história andar, uma dessas muralhas foi quebrada, permitindo a entrada de vários titãs, resultando em muitas mortes e na perda de território da humanidade. E não, as tropas não dão conta.
Sina, Rose e Maria. Pobre Maria...
   Nesse ponto conhecemos o personagem principal, Eren Jaeger, que após a invasão da muralha, onde ele morava, declara guerra aos titãs e pretende entrar para as tropas de exploração para isso. Com a ajuda de Eren a humanidade tem uma chance de descobrir o que são os titãs e como os derrotar. Assim o anime gira em torno de como se proteger dos titãs e como derrota-los, além de os personagens terem de encarar a corrupção que há dentro da muralha que se move a favor da invasão dos titãs.
   Com esse enredo ainda há muito espaço para críticas, como o fato dos humanos dentro da muralha viverem sem interesse algum do que existe do lado de fora. Além disso, os que possuem o poder dentro da muralha usam desse benefício para controlar a população, uma vez que são os poucos que podem influenciar na vida deles. Outra questão que eu achei bem... Peculiar, foi a de algumas das pessoas considerarem as muralhas como deuses, e alegarem que ao você ultrapassa-las estaria indo contra a vontade deles. Todos esses fatores auxiliam que se mantenha o "equilíbrio" naquela sociedade.
   Por fim! O que convenceu meu irmão a assistir ao anime XD As lutas que ocorrem entre os titãs são baseadas em MMA, inclusive, os titãs foram criados inspirados em lutadores! Não só na apaência mas também na forma como lutam e sua postura. Isso tudo porque o autor do mangá é um fã insano de UFC.
   Então porque não assistir gigantes lutando?! Diga-se de passagem que a abertura é incrível! ;D

sábado, 16 de agosto de 2014

God save the queen


Sim!! \\o  Voltei, porque as melhores bandas da história são britanicas!! Quase --' rsrs
O momento nostalgia bateu e eu tive que vir falar deles *-* 
Vamos lá...
Um pouco de história: 
*A Queen é uma banda britanica, formada em 70 por:  Freddie Mercury Brian MayJohn Deacon e  Roger Taylor
*O disco lançado em 77 News of the world traz um dos dois maiores sucessos da banda, We Will Rock You e We Are the Champions. 
*Nos anos 80 a banda é recordista em venda de ingressos com os sucessos, I Want to Break Free e A Kind of Magic.


Amo *-*

*Nos anos 90 a banda lança o ultimo álbum com Freddie ainda vivo. Innuendo. Este disco que foi lançado em 1991, mesmo ano em que morre Freddie Mercury devido a complicações derivadas da Aids.



*A banda foi introduzida no Rock and Roll Hall of Fame em 2001 e ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 2005.

*Freddie Mercury não deixou muito sobre sua vida pessoal para a imprensa. Mas dentre seus vários relacionamentos, o com Mary Austin durou anos. Freddie e Mary terminam mas eles continuam amigos e Freddie deixa em seu testamento a casa e os direitos sobre sua discografia para Mary. Assim como a música, Love of my life, que é dedicada a ela.

* Freddie Mercury era considerado bissexual por seus relacionamentos. Entretanto ele não falava de sua vida pessoal para a imprensa. 


Agora, pausa para o momento épico!!!

Rocck in Rio de 1985 *-*




P.s. não chorem T-T


Então é isso, espero que tenham gostado!! 
Deixo também a nota de uma pessoa que escreve triste, porque nasci anos depois da morte de Freddie Mercury, mas ... admiro sua história tanto como cantor e como pessoa.





sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Arte - Igor Canova


 Esses dias rolando pelo Alvanista encontrei uma coisa incrível! Me deparei com as lindas artes de Igor Canova. Me encantei tanto com o estilo dele que resolvi AGORA! fazer uma postagem sobre ele. Mesmo sendo desenhos aparentemente simples da pra se apaixonar tão rápido, ainda mais com alguns temas de jogos e desenhos animados.
Vaati (Legendo of Zelda: Minish cap)
Scribblenauts
Felicia (Darkstalkers)
Iniciais Hoenn (Arco íris pelos olhos *-*)

Capitão Falange
  Foi beeem complicado selecionar as imagens porque eram muitas e escolher essas cinco foi tão difícil quanto escolher o pokemon inicial, mas, eu as peguei sem permissão mas com os devidos créditos ó!, do perfil do autor no alvanista, aqui ó! Você pode também dar uma olhada no tumblr dele.
  Fiquei extremamente insana depois que vi o Vaati (depois que passar do maldito templo da água, falo sobre o Minish Cap), e quando bati o olho no Capitão Falange me veio a voz do Flapjack na cabeça XD
  Vomitem arco íris com a arte linda de Igor Canova enquanto vou assistir Flapjack e amaldiçoar aquele templo!

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Another s2


Aviso: Spoilers

Misaki Mei


Uuuuh voltei XDD Bom, eu sei que Another não é novidade pra ninguém... mas eu assisti faz poucos dias e amei. Simplesmente amei!! *-*
 Vamos lá ...
Another é um anime de terror e suspense (suspense que te tira do sério kkk ) baseado em  uma light novel ficcional japonês. 12 episódios.

Resumo:

Em 1972 um aluno, Misaki Yomiyama que estudava na turma 3 da Yomiyama do Norte, morre. Esse estudante era muito importante para todos e morre inesperadamente. Após sua morte os alunos e professores resolvem agir como se nada tivesse acontecido e na foto de formatura Misaki aparece. "aluno extra"  o.O ( sem mais spoilers kkk)
Assim, ano após ano alunos, professores, e parentes próximos morrem de maneiras um tanto quanto peculiares. Até que Sakakibara entra para a classe 3, anos depois e as mortes começam. Sakakibara conhece Misaki Mei, suposta aluna extra, no necrotério do hospital. E embora todos avisem para que ele se afaste, ele se aproxima cada vez mais de Mei.
Partindo pro final... os últimos episódios são eletrizantes!! Sim \\o Eletrizantes!! kkk
Mortes, sangue, perseguições, segredos e ... kkkk Parei =P




Aaaah mais um detalhe!! AS BONECAS *-*
Sim, bonecas! XD 
Misaki Mei, mora encima de uma loja de bonecas. Há quem diga que as bonecas são malignas kkkk I like :3
E a relação da personagem com as bonecas, eu não vou contar u.U
embora eu acredite que todos já tenham visto =\



E com chaves de ouro, as mortes! 
muahaha =P




E... Fim! XD
BJ =*

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Veneno - A Branca de Neve com outros olhos

Repense seu vilões
  Eu adoro contos que desconstroem contos de fadas, adoro ficar lendo aquelas teorias que dizem "Não, não é assim que aconteceu!", e essa loucurazinha me levou até a Saga Encantadas, começando por Veneno.
  Veneno, desconstrói o conto da Branca de Neve, e muito bem diga-se de passagem, no livro a história é recontada dando enfase a visão da Rainha, chamada de Lilith, sobre a princesa Branca de Neve. O desenrolar é com a mesma ideia do conto original, porém, dessa vez nós entendemos o ponto de vista da "Rainha Má" e o que ela sente com relação a princesa e o poder que possui. Dessa forma o livro chama atenção para seu subtítulo "Repense seus vilões", em que a rainha deixa seu posto de cruel e fria, apenas buscando a morte de Branca de Neve. Embora ela continue achando que o medo imposto pelo poder seja melhor que o respeito adquirido com bons gestos.
  Com isso o livro perde o previsível "felizes para sempre" e traz aquela virada no enredo que todo mundo adora! E caramba, nem um pouco previsível! Estava quase no fim do livro pensando "perdi meu dinheiro" e BUM! Na minha cara o livro fica bom, em poucas páginas!
  E pra quem está com receio vou deixar claro, NÃO É UM ROMANCE ERÓTICO, bem claro embora contenha, o foco do livro não é o erotismo, e sim a desconstrução do conto. Porém, esse fator está presente na história em alguns pontos porque a autora quis, a autora foca nesse ponto apenas quando necessário e quando ela quer transformar a personagem em uma meretriz!
  Uma coisa que adorei, embora não tenha nada com relação a história é a arte do livro. Todo capítulo começa com letras iniciais bem desenhadas, e as página iniciais e finais adornadas com ilustrações dignas de livros de contos de fadas. Além disso as capas tem um capricho na fotografia e no layout que faz você ficar "Mél Déuls que lindo!" babando encima. e pensa que acabou? Nãão! A editora teve uma sacada de gênio! Junto a orelha do livro, para você destacar, vem um marca página fazendo propaganda do próximo livro da série.
  Quase esquecendo! A Saga Encantadas contém três livros por enquanto, porém ela não segue uma sequência, são histórias independentes que fazem referências umas as outras. Então se der a louca e você quiser começar a ler pelo último lançado, vai lá! Pega eles tigrão!
  Aproveita o friozinho e apreciem Veneno com um bom café. Não troquem a ordem por favor!

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Como faz? Marca página Minions

  Olááá leitores de Roma! Se estão lendo esse post isso quer dizer que gostam muito de marca páginas (ou são amigos das autoras) e gostam de ler acompanhados. Com isso, porque não aprender a fazer alguém pra te acompanhar? É só uma ideia que pode ser usada pra fazer vários tipos de marca páginas sem dar preguiça XD
  O que você vai precisar:
  • Papel colorido
  • Cola
  • Tesoura (Sem ponta tá XD)
  • Canetas coloridas!
  • Paciência
Se já está com tudo isso na mão é só seguir passo a passo as imagens:






O cabelinho ali de cima eu mandei embora XD
Plú!

Preso no livro fica tãão divertido!


No fim dá nisso, além dos minions tem como fazer de outra formas, claro.

Não é o Mike

Marceline e Rei Gelado

É Hooora de Aventura!
É isso, divirtam-se ai fazendo marca páginas.





quarta-feira, 4 de junho de 2014

Okay





Primeiramente, minhas sinceras desculpas!! Eu e as meninas estamos meio sumidas, mas eu voltei!! ^_^ 
Afinal, meus pensamentos são como estrelas que não consigo arrumar em constelações *-* rsrs
Bom, o John Green está virando assunto certo aqui no Café e vai continuar sendo, porque ele pode tudo aqui no Café!! 
Bom, como não tínhamos falado de a culpa é das estrelas ainda... essa é a hora!! Não vou dar spoiler kkkk até porque vai cotra nossa politica u.u
Quero ressaltar o contexto do livro, vi uma entrevista do John essa semana e ele explicou porque ele escolheu para o casal protagonista, o tema câncer.


John trabalhou em um hospital infantil alguns anos atrás e lá ele ficou amigo de uma garotinha de 15 anos (2009), essa menina descobriu que tinha a doença aos 12 anos e faleceu em 2010 com 16 anos. John disse que aprendeu com ela que mesmo tendo câncer, ela não perdeu a sua espiritualidade adolescente e que ainda assim ela tinha as preocupações que qualquer outra jovem teria. John ama a graça da juventude e a forma como os jovens encaram a vida, independente dos problemas que tenham. John ainda ressaltou que seu intuito era que o livro fosse em maioria engraçado, mas não poderia faltar partes tristes!! O livro foi escrito para essa amiga de John s2




Tem como não amar?? *-*



sexta-feira, 16 de maio de 2014

Cidades de Papel de novo?!

"Você vai para as cidades de papel e nunca mais vai voltar"
  Sim galera! Cidades de Papel de novo no blog, o que acontece é que eu terminei de ler esses dias e senti uma necessidade imensa de escrever sobre esse livro e colocar pra fora tudo que veio na minha cabeça depois que fechei ele pela última vez. Preparem-se para viagem!
  Começo minha opinião sobre o livro com um CARAMBA! QUE BOM QUE LI ESSE NEGÓCIO! A primeira vista pensei que John Green escrevesse livro para menininhas, mas não sei porque a capa dizia "leia", e agora eu digo para vocês que tem o meu mesmo preconceito. O livro é ótimo e seu público alvo não são adolescentes histéricas em busca de romances água com muuuito açúcar. Cidades de Papel é uma obra que tem romance, porém não é o foco principal do livro, é apenas algo que acontece por trás da trama desenvolvida.
  O que acontece é que o livro fala sobre Quentin Tarantino Jacobsen, que diz que seu único milagre foi ser vizinho de Margo Roth Spiegelman, uma garota extremamente impulsiva que vive altas aventuras não se preocupando com o futuro pré determinado pela sociedade. E Quentin, ou Q, era apenas ele mesmo, um rapaz comum, até que em uma noite Margo leva ele para uma de suas loucas aventuras, se vingando de várias pessoas com alguns peixes e Veet. Após essa noite de loucuras e do Q surtando de amores por Margo, ela simplesmente some, foge para algum lugar e deixa uma série de pistas para Q. Dessa forma, ele junto com seus dois amigos Ben e Radar, começam uma busca pelo paradeiro de Margo.
  Junto a essa estória a leitura se desenvolve com várias reflexões sobre a vida que os personagens levam e como eles enxergam outras pessoas, como por exemplo uma das conclusões que Q tem de Margo, que ele conhecia apenas uma de todas as Margos, a Margo da escola, a de sua casa, a de sua infância, mas não conhecia a Margo quando estava sendo apenas Margo. É engraçado ver esses pensamentos pois isso mostra a evolução de Quentin ao longo do livro, a princípio ele estava buscando Margo por sua paixão, pois a queria de volta, porém mas tarde sua busca se transforma em uma busca de quem é a garota que ele está procurando, já que chega a conclusão de que não a conhece realmente.

  Mas fiquem calmos porque o livro não se trata apenas de altas viagens filosóficas, como os personagens são adolescentes prestes a se formarem no ensino médio, também tem suas partes dedicadas as "farras" da juventude e junto a isso o autor colocou uma boa dose de comédia. São coisas que podem acontecer com qualquer adolescente insano, que vão desde conversas sem sentido, piadas idiotas, se embebedar em festas até ter uma lata de cerveja colada na mão. Digo, escrevo, com sinceridade que fiquei gargalhando feito louca lendo Cidades de Papel.
  Quanto ao final do livro (possíveis spoilers), há pessoas que disseram que ficaram decepcionadas e que não gostaram, porém eu gostei muito pois do início ao fim do livro John Green definiu a personalidade dos personagens e não deixou que nada interferisse nisso. Admito que pra mim se tornou algo previsível, por mais que eu tivesse vontade que acabasse de outra forma eu não tinha nenhuma esperança que fosse assim, pois não era algo que as características dos personagens permitissem. Mas acho que o final não ter sido "feliz" para muitas pessoas foi o que fez com que eu gostasse tanto do livro, ele não termina com um adeus forte e definitivo, ele deixa um talvez a espera do futuro, e eu, como qualquer pessoa, espero que esse talvez aconteça.
  No fim, Margo continua sendo Margo e Q continua sendo Quentin.


  Como já havia ganho o selo café com letrinhas, ai está! Recomendo que leiam Cidades de Papel, pode não parecer mas é algo bem divertido.
  Aceitam um café para acompanhar?