quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Anime: Sword Art Online


  Primeira resenha de anime que faço, de cara começo com Sword Art Online (SAO). Para quem curte MMORPG eu digo que é necessário que você assista! Se você não joga, vai ficar com uma coceirinha para começar a joga, nem que seja por curiosidade.
  O jogo, quer dizer anime, se passa no ano de 2022 quando a realidade virtual está em seu auge. Uma empresa lança seu jogo de realidade virtual Sword Art Online junto com o Never Gear, um capacete de realidade virtual (Nãão! Jura!?). Logo no primeiro dia de acesso o jogo vira uma febre, milhares de jogadores o iniciam e começam a jogar, maaas, claro que nem tudo é maravilhoso. Os jogadores são impedidos de sair do jogo devido a um lunático, e não podem tirar o capacete pois este os mataria e a única forma de se libertar da prisão virtual que foi tornada o jogo é passando pelos 100 níveis do jogo e derrotar o último chefe, assim libertando os outros jogadores.
  Até ai você pensa, tranquilo, não deve ser tão difícil. O problema principal é que o jogo está como o Minecraft no Hardcore, se você morrer no jogo perde seu mundo, ou melhor, você é morto de verdade.

  A história gira em torno de Kirito, um jogador solo mega boga e um Beater (Beta tester + Cheater), e Asuna, uma das poucas jogadoras de SAO e uma das mais fortes. O anime se desenrola com histórias paralelas sempre com alguma ligação, culminando em um único objetivo, sair do jogo. O anime se divide em duas partes e a mesma característica se mantém na segunda, embora te dê muito mais raiva. XD
  Sword Art Online teve início com uma light novel (livro ilustrado), que ainda se mantém em lançamento e por enquanto mantém a história em quatro arcos cada um com um jogo diferente, e que no quarto o autor faz referência a sua outra obra Accel World. Para que se interessa, houve adaptação para mangá, embora eu ache a arte do anime mais atraente.
  Como se já não bastasse, também há um jogo baseado na série produzido pela Bandai Nanco, disponível para PSP.
Kirito e Asuna
  Perdi o foco. XD
  Porque assistir? É algo novo (na época que eu vi era) e além de falar de um jogo em realidade virtual, que vamos combinar que dá uma curiosidade, faz você pensar "O que eu ia fazer pra sobreviver ai?". No meu caso foi "Ah meu Deus! Vou morrer ai pro javali!".
  É triste? Sim, é um pouquinho, principalmente porque alguns personagens que gostamos vão embora, de vez. Também porque fala da situação do corpo do jogador no mundo real e como a família dele está reagindo sobre a prisão. Avisamos que você pode chorar um pouquinho.
  Embora algumas partes tristes, a história continua sendo muito interessante e divertida de acompanhar. Vale muito a pena assistir, os personagens são cativantes o que faz com que você goste de cada um de uma forma particular, ou odeie também. Para que está disposto o rir, ficar tristinho e passar um pouquinho de raiva o anime é perfeito. Se você não tem paciência pra isso amigo, desiste do mundo porque tudo é assim. XD
  Mesmo não sendo jogo nem livro SAO merece um selo de qualidade, tenho que providenciar isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário